A música é uma presença constante na sua vida pela mão da mãe, uma apaixonada por música, possuidora de uma voz invulgar, que desde cedo João ouviu interpretar muitas das sonoridades que ainda hoje o cativam. “Ob-la-di Ob-la-da” terão sido as primeiras sílabas escutadas a João Só e o testemunho do peso que a Lennon e MacCartney tiveram na sua aprendizagem musical.

 

Ainda teenager deu uso à sua extensa coleção de discos e iniciou-se como DJ. Rapidamente surgiram as solicitações para animar as festas de famílIA, DA ESCOLA ou dos amigos, angariando rapidamente o suficiente para comprar as suas primeiras guitarras. Daí até à composição da sua primeira canção, aos 15 anos, - “A Marte” – e aos primeiros ensaios de “garagem” tudo ocorreu num ápice. 

Publicou o seu primeiro disco “João Só & Os Abandonados” em 2009, seguindo-se até à data mais três em nome próprio e um outro em parceria com Miguel Araújo. Produziu e compôs para artistas como André Sardet, Carolina Deslandes ou Lúcia Moniz e tem no seu repertório êxitos como “Sorte Grande”, “Até ao fim”, “É pra ficar”, “Não é verdade” ou “Cara a Cara”, entre outros.

A Betweien (www.betweien.com) é uma empresa especializada na conceção, desenvolvimento, implementação e implantação de projetos e conteúdos educativos. Com estatuto de Spinoff da Universidade do Minho, tem centrado a sua atividade em áreas tão distintas e transversais como são a Educação Empreendedora, a Educação para a Igualdade de Género e/ou a Educação Ambiental.

 

O projeto pedagógico “Deixa o Bullying só!” é o resultado de várias experiências de implementação de projetos e participação em ações de sensibilização para o Bullying em contexto escolar.

© 2018 por Betweien, Lda.